Angelus: a maior graça é fazer da vida um dom

“Eis o que pedir a Deus: não só a graça do momento, mas a graça da vida”, disse o Papa Francisco ao rezar o Angelus com os fiéis na Praça São na Solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo.

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

Após presidir à celebração da missa na Basílica Vaticana, o Papa Francisco rezou o Angelus com os fiéis na Praça São Pedro por ocasião da festa dos santos padroeiros de Roma.

Em sua alocução, comentou o episódio da vida de Pedro em que um anjo o libertou da prisão, salvando-o da morte, mas o mesmo não ocorreu em Roma e sua vida não foi poupada.

“O Senhor lhe concedeu muitas graças e o libertou do mal: faz assim também conosco. Ou melhor, com frequência vamos até Ele só nos momentos de necessidade, a pedir ajuda. Mas Deus vê mais longe e nos convida a ir além, a buscar não só os seus dons, mas Ele, o Senhor de todos os dons; a confirar-lhe não só os problemas, mas a vida.”

Fazer da vida um dom

A maior graça, disse o Papa, é doar a vida, é fazer da vida um dom. E isso vale para todos, na família, no trabalho e para quem é consagrado. De modo especial, Francisco citou os idosos abandonados pela família, como se fossem “material descartável”. “Este é um drama do nosso tempo: a solidão dos idosos.”

São Pedro não se tornou heroi por ter sido libertado da prisão, mas por ter dado a vida aqui, transformando um lugar de execuções num lugar de esperança, que é a Basílica Vaticana.

Por: Vatican News